Plantação de amor

14697227_wbvrv

Ainda quando pequena
Algumas sementinhas de amor eu ganhei
Elas eram tão frágeis e delicadas
Que com carinho e cuidado as plantei

E devagarinho foram crescendo
Com seus galhos e ramos floridos
E os frutos aos poucos amadurecendo
Poxa, que jardim bonito! Pensei

Mas, quando a tempestade de ódio chegou
As pobres plantinhas não aguentaram,
Suas pequenas raízes não suportaram,
e logo logo nada do jardim havia sobrado

E eu, com meu coração já desestruturado
Fiquei a olhar para o bonito céu azul
e não pude deixar de notar a semelhança
Com as nossas vidas, passando
Rápido como aquele passarinho voando
Livre, talvez sim, mas preso ao tempo
Assim como todos nós

Seriam nossas – vidas – tão frágeis
Quanto aquelas pequenas plantinhas?

Imagens retiradas da internet

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s