Transformações na sociedade: Terceira Revolução Industrial

Também chamada de Revolução técnico-científica-informacional, a Terceira Revolução Industrial iniciou-se na segunda metade do século XX, após o término da segunda guerra mundial, e caracterizou-se pela introdução de novas tecnologias no cotidiano da sociedade, tendo o computador como ícone e a informação como base primordial.

Enquanto a primeira e a segunda revoluções ampliaram a capacidade física e a precisão das atividades humanas, a terceira revolução teve o objetivo de amplificar a mente, o raciocínio e a criatividade. Além disso, com a decadência do Fordismo no início da década de 1970 emergiu-se um novo modelo produtivo que estabeleceu novos padrões de produção industrial e características do trabalho, um modelo produtivo flexível que ficou conhecido como Toyotismo ou Pós-Fordismo, sendo uma forma de organização do trabalho que consiste em reduzir os custos de produção, diminuir os atrasos, produzir na melhor qualidade possível e evitar a superprodução.

Essa revolução caracteriza-se como um dos principais combustíveis para o desenvolvimento do capitalismo moderno e especialmente do processo de globalização, que visa uma flexibilidade de informações, além de um acelerado dinamismo no fluxo de capitais e mercadorias. Além disso, o sistema de hierarquia gerencial e as chamadas linhas de produção foram gradualmente substituídos por equipes multiqualificadas que trabalham em conjunto, o que diminui significativamente o esforço humano e os custos.

O que se pode notar, dessa forma, é que as transformações tecnológicas não transformaram somente as indústrias e os meios de produção, mas também o próprio espaço geográfico e as relações humanas, sejam em âmbito estrutural ou em âmbito cultural. Além do mais, podemos dizer que a Revolução Informacional é, sem dúvidas, o grande motor da Globalização na atualidade.

Com a Terceira Revolução Industrial, as empresas passaram a substituir a mão de obra humana por máquinas e computadores. Com isso, postos de trabalho foram eliminados e, em diferentes ramos da economia, o trabalhador tradicional desapareceu.

 

images-20.jpg.jpeg
Antes da terceira revolução industrial: Linhas de Produção
images-13.jpg.jpeg
Mão de obra mecanizada
4586f4c672a980fb8bdc8e42d62f4ada.jpg
Depois da Terceira Revolução Industrial: Mão de obra mecanizada

Dessa forma, entres as principais consequências da III Revolução Industrial, podemos destacar:

  •  A consolidação do sistema capitalista financeiro;
  • O desenvolvimento nos setores de Ciência, Tecnologia e Informação;
  • A formação e expansão das multinacionais ou empresas globais;
  • A relativa descentralização industrial (descentralização, mas não totalmente, novos fatores de alocação no espaço)
  • A terciarização da economia.
  • O Toyotismo e a flexibilização dos direitos trabalhistas.
home-office
Home Office: Exemplo de flexibilização do trabalho

 

Referências:

http://descomplica.com.br/blog/

http://brasilescola.uol.com.br/

http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/

Anúncios

Um comentário sobre “Transformações na sociedade: Terceira Revolução Industrial

  1. A próxima e mais importante REVOLUÇÃO que a Globalização poderá nos auxiliar..talvez seja uma GRANDE REVOLUÇÂO AMBIENTAL…dela dependeremos todos para VIVER….rsrs Parabéns pela bela reflexão proporcionada pelo tema!.. Abraço fraterno.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s