Vegetarianismo: Cuidando da saúde e do meio ambiente


Pesquisadores de todo o mundo se reuniram em Estocolmo, na Suécia, com o objetivo de participar da Semana Mundial da Água. Ali, em meio a discussões sobre o futuro do planeta, chegaram a conclusões alarmantes: até 2050, não haverá água para todos. Com a seca, teremos crises de desnutrição e fome, que podem levar a disputas violentas pelas últimas terras férteis do mundo. Além disso, de acordo com pesquisas aprofundadas sobre o meio ambiente, a pecuária configurou-se como a responsável por mais de 14% das emissões globais de gases do efeito estufa.

Entre as saídas apresentadas estavam a irrigação mais eficiente, menor desperdício de água e novos sistemas de alerta e legislação. Entretanto, apesar da viabilidade dessas ideias, elas não seriam suficientes sem uma última medida: a humanidade deveria tomar o caminho do vegetarianismo. Quem come um pedaço de bife no almoço e outro no jantar passaria a ter direito a meio bife por dia. Mas será que isso é realmente necessário? Será que é viável?

Quanto à necessidade de medidas rápidas, não restam dúvidas. “O acesso à água já é um problema para um bilhão de pessoas. E com o aquecimento global isso tende a piorar, já que ele vai alterar os padrões de chuva e aumentar os eventos climáticos extremos”, diz Jan Lundqvist, cientista do Instituto Internacional da Água de Estocolmo e um dos pesquisadores presentes no encontro . Segundo o pesquisador, a quantidade de água disponível no planeta não deve mudar muito no futuro. No entanto, a população vai crescer – seremos 9 bilhões em 2050 – e os países mais pobres tendem a alcançar os padrões de consumo dos mais desenvolvidos.

Em 2015, o relatório “Ao Molho Madeira – Carne com gosto de desmatamento em um supermercado perto de você, do Greenpeace, analisou políticas de compra de carne bovina e revelou que o desmatamento, o trabalho escravo e a violência no campo podem estar na mesa do brasileiro.

Além disso, segundo um estudo da Universidade de Oxford – publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS) – a alimentação que exclui a ingestão de carne melhora a qualidade de vida de tal forma que pode mesmo reduzir a taxa de mortalidade entre 6% a 10% até 2050. Ao todo, seriam salvas mais de 8,1 milhões de vidas. Isso porque a adoção de dietas vegetarianas ou veganas, em que não ocorre ingestão de carne, é responsável por uma diminuição de cerca de 20% nos níveis de colesterol no organismo, diminuindo também riscos de doenças cardíacas e até câncer.

E não é só isso, de acordo com o relatório do programa ambiental da ONU (UNEP), a previsão é de que a população mundial chegue a 9.1 bilhões de pessoas em 2050 e o apetite por carne e laticínios se torne insustentável. Ainda de acordo com a UNEP, a pecuária, incluindo a produção de todos os derivados animais, seria responsável pelo consumo de 70% de água fresca do planeta, 38% de uso da terra e 19% da emissão de gases estufa. O relatório foi liberado para coincidir com o dia Mundial do Meio Ambiente.

Mas, ser vegetariano é difícil?

Eu já falei sobre todos os problemas causados pela pecuária no meio ambiente aqui no blog e volta e meia posto alguma coisa sobre assuntos relacionados, mas nunca mencionei que sou vegetariana e que optei por esse estilo de vida por questões éticas e ambientais. Então, por experiência própria, confesso que no começo não é muito fácil mas depois de algumas semanas você já está completamente acostumadx e quanto mais os dias passam mais você se sente feliz consigo mesmx. Para mim, vegetarianismo se trata muito mais de um posicionamento ético do que uma simples dieta, é certo que existem muitos estudos contrastantes sobre o que é ou não correto fazer para ajudar o mundo, os animais ou melhorar a saúde, entretanto, por mais cética que a pessoa seja (assim como eu era), se ela pesquisar a fundo sobre o assunto e procurar documentários e vídeos (assim como eu fiz), garanto que ela vai se convencer de que as provas, sejam elas quais forem, sempre apontam para o mal que estamos fazendo no mundo e o que devemos fazer para mudarmos isso. Eu já ouvi várias vezes que a dieta vegetariana é elitista e que é uma mentira, mas, de acordo com a minha experiência e a de tantas outras pessoa, além de pesquisas em vários sites, vídeos e documentários, eu pude perceber com toda a clareza do mundo que a dieta vegetariana ou vegana, além de ser mais barata, também é a solução mais viável no combate ao desmatamento, à poluição, crise hídrica, fome e várias doenças, algumas até mencionadas aqui nessa publicação.

Vou colocar aqui algumas sugestões de documentários e alguns grupos no facebook que possuem o objetivo de divulgar a culinária vegetariana e ajudar, de todas as formas possíveis, pessoas iniciantes nessa opção de vida que para mim foi uma das melhores decisões da minha vida!

cowspiracy-600x350 Cowspiracy: O segredo da sustentabilidade (disponível na Netflix)

forks-over-knives Forks over Knives (disponível na Netflix)

vacas-interna Vídeo no Youtube: Indústria do leite em 5 minutos

debicagem-imagem2 Vídeo no Youtube: Destino dos pintinhos machos (imagens fortes)

Grupos no facebook (recomendo muito!)

Detalhe: Coloquei alguns grupos locais porque acredito que possa ajudar algumas pessoas, mas os que eu mais indico são: TrollAjuda, Ogros Veganos e Vegetarianos iniciantes Brasil. De resto, procure no facebook grupos vegetarianos sobre a sua cidade para te ajudar a achar lugares baratos e deliciosos, além de dicas e receitas incríveis! 🙂

Conheça alguns fatos sobre a dieta vegetariana, e boa sorte!

Se comêssemos as plantas que cultivamos ao invés de alimentar animais para corte, o déficit mundial de alimentos desapareceria da noite para o dia. Lembre-se que 100 acres de terra produz carne suficiente para 20 pessoas, grãos suficientes para alimentar 240 pessoas!

Todos os dias dezenas de milhões de pintinhos de apenas 1 dia de vida são mortos apenas por que não podem botar ovos (postei link do vídeo sobre isso). Não há regras para determinar como ocorre a matança. Alguns são moídos vivos ou sufocados até a morte. Muitos são utilizados como fertilizantes ou como ração para alimentar outros animais.

Todos os anos 400 toneladas de grãos alimentam animais de corte – assim os ricos do mundo podem comer carne. Ao mesmo tempo, 500 milhões de pessoas nos países pobres morrem de fome. A cada 6 segundos alguém morre de fome por que pessoas no Ocidente estão comendo carne. Cerca de 60 milhões de pessoas morrem de fome por ano. Todas essas vidas poderiam ser salvas, porque estas pessoas poderiam estar comendo os grãos usados para alimentar animais de corte se os norte-americanos comessem 10% a menos de carne.

Evitar carne é um dos melhores e mais simples caminhos para cortar a ingestão de gorduras. A criação moderna de animais provoca artificialmente a engorda para obter mais lucros. Ingerir gordura animal aumenta suas chances de ter um ataque cardíaco ou desenvolver câncer.

Metade das florestas tropicais do mundo foram destruídas para fazer pasto para criar gado para fazer hambúrguer. Cerca de 1000 espécies são extintas por ano devido à destruição das florestas tropicais.

As reservas de água fresca do mundo estão sendo contaminadas pela criação de gado de corte. E os produtores de carne são os maiores poluidores das águas. Se a indústria de carne no EUA não fosse subsidiada em seu enorme consumo de água pelo governo, algumas gramas de hambúrguer custariam US$ 35.

 

Referências:

http://www.vegetarianismo.com.br/

http://www.bancodasaude.com/

http://veja.abril.com.br/

http://mdemulher.abril.com.br/

enhanced-buzz-6968-1415071073-4

Fotos/Imagens retiradas da internet

 

Anúncios

5 comentários sobre “Vegetarianismo: Cuidando da saúde e do meio ambiente

  1. Ótimo post! Eu digo que sou meio vegetariana, haha, porque amo peixe! Como carne de frango muito raramente, por que só gosto dela bem assada, e também não gosto muito do gosto, assim como carne bovina, como muito raramente, e também se for bem sequinha, não gosto daquela carne sangrenta ou mal-passada! Haha. Mas carne de peixe é uma coisa que gosto bastante! Amei o post, muito informativo!

    Curtido por 1 pessoa

  2. ❤ Amei o post! Acho super super legal blogs que se preocupam em falar sobre um assunto tão importante quanto o vegetarianismo! Em agosto completo um ano sem carne ❤ um ano de muito amor ❤
    Fiz um post no meu blog falando sobre motivos aleatórios pra reduzir o consumo de carne, se quiser ver… ❤

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s