Foi descoberta uma nova espécie do gênero Homo

Dia 10 de setembro de 2015, numa quarta-feira ensolarada e agradável, aconteceu um evento fantástico e particularmente interessante: Uma  Nova espécie do gênero humano foi descoberta na África do Sul !!  

A criatura foi encontrada na caverna conhecida como Rising Star (estrela ascendente), 50 km a nordeste de Johanesburgo, uma área que é considerada um patrimônio mundial da humanidade pela Unesco, o chamado “humanity’s cradle“, onde foram exumados 1.550 ossos de 15 hominídeos. O primata foi batizado de Homo naledi. Em língua sotho, “naledi” significa estrela, e Homo é o mesmo gênero ao qual pertencem os humanos modernos.

Mas afinal, o que encerra de tão excepcional essa descoberta?

Os pesquisadores destacam dois elementos: O primeiro diz respeito às características dessa nova espécie, o segundo o grande número de peças fósseis que permitirão conhecer mais coisas sobre o Homo naledi do que quase todas as outras espécies de hominídeos encontradas até agora.

O Homo naledi tinha um cérebro menor do que as outras espécies de Homo já encontradas, a tal ponto de ser mais semelhante ao cérebro de um gorila do que o de um humano, Também a bacia e as costas eram pequenos. Mas os dentes, relativamente menores, as pernas mais compridas e a estrutura dos pés o aproxima muito ao homem moderno.

“Nunca esperei ver algo parecido e toda a minha vida”, afirma Lee Berger, autor da pesquisa que acaba de ser publicada em Elife.

cms-image-000456559
A reconstrução de como deveria parecer o Homo Naledi realizada pelo paleoartista John Gurch

 

 

O Museu de História Natural de Londres classificou a descoberta como extraordinária.

“Alguns aspectos do Homo naledi, como suas mãos, seus punhos e seus pés, estão muito próximos aos do homem moderno. Ao mesmo tempo, seu pequeno cérebro e a forma da parte superior de seu corpo são mais próximos aos de um grupo pré-humano chamado australopithecus”, disse Chris Stringer, pesquisador do Museu de História Natural de Londres, autor de um artigo sobre o tema que acompanhou o estudo de Berger, publicado no periódico científico eLife.

Outro elemento de importância dessa descoberta é a grande quantidade de fósseis encontrados. Esse fato possibilitará aos paleontólogos estudar a evolução dos indivíduos separadamente, desde crianças até anciões, bem como compreender as diferenças entre machos e fêmeas e provavelmente muitos dos seus hábitos alimentares.

cms-image-000456561
Comparação entre o Homo Naledi e o Homo Sapiens

Existe, enfim, um terceiro elemento que surpreendeu os pesquisadores. Aqueles corpos parecem ter sido levados de propósito ao fundo da gruta onde foram descobertos, como se a intenção fosse a de dar a eles uma sepultura. “Isto seria realmente surpreendente – frisa o pesquisador- porque significaria que aqueles seres eram capazes de comportamentos rituais e de pensamento simbólico, um elemento que, acreditava-se, estavam associados apenas ao Homo sapiens e ao Homo de Neanderthal”.

É bom frisar que essa investigação precisou do auxílio de espeleólogos de grande experiência, já que o antro da caverna era tão estreito que exigia acuradas técnicas de exploração e também corpos muito pequenos. Foram, com efeito, mulheres espeleólogas que trabalharam na primeira fase da pesquisa. “A primeira vez que penetrei na câmera onde estavam os ossos fossilizados experimentei uma sensação similar àquela que deve ter experimentado Howard Carter quando abriu a tumba do faraó Tutankamon”, declarou Marina Elliott, uma das espeleólogas.

Lee Berger não escondeu o entusiasmo da descoberta, prova que que ainda não sabemos tudo sobre a evolução humana. O cientista diz mesmo que isso o faz pensar sobre o que nos faz humanos.

O que é certo o Homo Naledi é uma espécie que pode ser encarada como uma ponte entre os primatas bípedes e os humanos. Não foi ainda possível datar os 1500 fosseis e, por isso, é impossível saber em que fase da evolução humana eles viveram, mas eles poderão ter realizado os primeiros ritos funerários de que há provas. Quanto ao cérebro era do tamanho de uma laranja.

  É isso aí, espero que tenham gostado, eu fiquei extremamente alegre quando vi essa mensagem, pois há pouco tempo também foi anunciada a detecção das Ondas Gravitacionais, previstas por Einstein há 100 anos ❤ Lembrando que esse post tem apenas caráter informativo e todas as informações foram retiradas da internet, então caso queira se aprofundar mais nesse tema, os sites jornalísticos ou científicos são a melhor opção, até a próxima !
Fotos retiradas da internet
 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Foi descoberta uma nova espécie do gênero Homo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s